Médicos alertam para importância de consumir mais líquidos no verão

Ingerir pouco líquido pode provocar problemas renais





A temporada do verão pode trazer impactos negativos para o funcionamento dos rins. O alerta é da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN). O Brasil é líder global da campanha de prevenção primária à doença renal.

De acordo com a médica Andrea Pio de Abreu, secretária-geral da SBN, explicou que na estação do verão há uma maior necessidade de se ingerir líquidos. “Com o calor, a gente sua mais. E é muito perigoso que as pessoas acabem não aumentando a quantidade da ingestão líquida, de preferência água e bebidas naturais, apesar de estarem suando muito”.

Em faixas etárias extremas, que englobam pacientes idosos e pediátricos, muitas vezes a pessoa já pode ter desidratação e nem percebe. O ativador da sede, que fica no cérebro, pode não apontar a necessidade de líquido. Acaba sendo necessário que a pessoa tenha o controle da ingestão de líquido suficiente. Por outro lado, muitos indivíduos acham, mesmo não estando no grupo de faixa etária extrema, que deve beber só quando está com sede. 

Como os brasileiros moram em regiões distintas, desenvolvem atividades físicas diferentes e têm pesos variados, a dica da nefrologista é observar a coloração da urina. O ideal é que ela esteja amarelo clara. “Se tiver amarelo escuro, é sinal de que a pessoa está bebendo pouco líquido. Os rins sofrem com a desidratação. 


Infecção

Outra questão que pode prejudicar os rins é que o calor no verão pode aumentar o risco de infecção urinária, principalmente em mulheres. Isso acontece porque, geralmente, as mulheres têm uma anatomia que já propicia o risco de infecção urinária, quando comparadas aos homens.

Segundo Andrea, no verão é muito frequente que as mulheres usem roupas íntimas úmidas, como biquínis, que permanecem molhados durante muito tempo, e mesmo calcinhas, que ficam úmidas pelo suor. Isso, segundo ainda a médica, pode propiciar o surgimento de microorganismos. 

Outro problema é que os pacientes que já têm outro fator de risco, diminuir a ingestão de água pode propiciar o surgimento ou desenvolvimento de cálculos renais.  Andrea salientou, contudo, que nem todas as pessoas que têm ingestão insuficiente de líquidos no verão vão ter cálculo renal. Do mesmo modo, nem todas as pessoas que bebem muitos líquidos na estação do calor estão livres de ter cálculo renal. 


Diálise

Dados da SBN mostram que cerca de 145 mil pacientes estão em terapia dialítica no Brasil, sendo 92,7% deles em hemodiálise. Para essa população, a doutora Lygia Vieira chama atenção para os quadros de falta de ar, aumento dos edemas e ganho de peso relacionados ao aumento da ingesta de líquidos.

Para Andrea Pio de Abreu, de modo geral, a orientação é que todo mundo beba líquidos de forma adequada, observe a diurese (produção e secreção de urina pelo rim) e aumente a ingestão de líquidos no verão. 


Sal

Em relação ao sal, a recomendação é que o consumo seja abaixo da metade do que o brasileiro consome, que é entre 11 e 12 gramas por dia. “Isso é muito”, disse Andrea. “O problema do sal é que ele tem vários impactos. Um deles é sobre a pressão arterial. Ele faz com que haja maior retenção de água no organismo. Com isso, há risco maior de aumentar a pressão arterial. Faz também com que pacientes que já tenham doença renal avançada inchem mais, retenham mais líquido dentro do corpo”, explicou.

O que acontece é que a sede aumenta e qualquer líquido que eles vão ingerir vai reter no organismo. Andrea alerta que esse quadro aumenta a chance de ter edema. Ela disse que 70% do sal que as pessoas comem estão escondidos nos produtos industrializados. “Está presente, inclusive, em alimentos doces da indústria, como conservantes”.


*Com informações de Agência Brasil




Ministério da Saúde prorroga Programa Mais Médicos por um ano

A Portaria do Ministério da Saúde nº 99/2022, publicada no Diário Oficial da União, prorroga, por um ano, o contrato de um grupo de 19 profissionais c...

Saúde lança programa voltado à atenção primária de crianças e mães

O Ministério da Saúde lançou no dia 06 de janeiro o programa Cuida Mais Brasil, que vai destinar R$ 194 milhões do orçamento da pasta para inserção de...

Testes mostram que atual vacina da gripe protege contra H3N2 Darwin

O Instituto Butantan, fabricante da vacina contra a gripe utilizada no Programa Nacional de Imunização (PNI) no país, informou que testes de laboratór...

Brasileiro morador de Israel é o 1º a utilizar remédio da Pfizer contra a Covid e melhora

O economista brasileiro Simcha Neumark, de 33 anos se tornou o primeiro paciente a tomar o remédio da Pfizer contra a Covid-19, em Israel. O Paxlovid ...

Como imunizantes contra covid-19 podem alavancar vacinas que combatem câncer

Em meados de novembro, representantes de duas das principais fabricantes de vacinas contra a covid-19, a BioNTech e a Moderna, se reuniram em um congr...

Imunologistas reduzem tumor cerebral agressivo com canabidiol

Médicos imunologistas da Universidade de Augusta, nos EUA, conseguiram reduzir o tamanho do glioblastoma, um tumor agressivo cerebral, usando o canabi...

Sistema imunológico de vacinados e reinfectados resiste à Ômicron

Estudos preliminares feitos na África do Sul, nos Países Baixos e Estados Unidos (EUA) revelam que o sistema imunológico dos vacinados ou reinfectados...

OMS diz que mundo poderá vencer Covid em 2022, mas faz alerta sobre o avanço da variante

O mundo tem capacidade de vencer a Covid em 2022, ou seja, acabar com a pandemia do coronavírus no ano que se inicia. As palavras de esperança são do ...

Nova portaria reforça recomendações de prevenção à Covid-19

Com o objetivo de facilitar o entendimento das recomendações sanitárias em Santa Catarina, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) publica, no Diário Of...

Brasil tem 80% da população alvo com duas doses de vacina contra a Covid-19

A maior campanha de vacinação da história do Brasil continua a alcançar marcos importantes, com milhões de brasileiros protegidos contra a Covid-19. N...

Verão mais seguro: Dive divulga medidas de prevenção para doenças típicas da estação

Com o verão e o período de férias, as pessoas aproveitam os dias quentes na praia, piscina ou parques, circulam mais e ficam mais expostas a vírus e b...

SC destaca-se na vacinação contra a Covid-19 e está preparada para iniciar a imunização em crianças

Santa Catarina destaca-se no país pelos resultados positivos da vacinação em seu território. Desde janeiro deste ano, quando os imunizantes contra a C...